Com toda a certeza, quando o assunto é sobre o Autódromo de Cascavel, estão falando sobre um dos circuitos com mais história em toda a trajetória do automobilismo brasileiro. Localizado na cidade de Cascavel, no estado do Paraná, no Sul do Brasil, o traçado foi inaugurado no ano de 1970.

Com nome oficial de Autódromo Zilmar Beux de Cascavel, foi construído junto a uma reserva natural, protegida por leis ambientais, em uma área correspondente a 39,6 alqueires. Conheça agora, aqui no Esportelândia, a história por trás do Autódromo de Cascavel, conhecido por abrigar uma pista de alta velocidade, listada entre as mais famosas do Brasil.

Assista a uma volta rápida no Autódromo de Cascavel

A história do Autódromo de Cascavel

A primeira vez em que a cidade de Cascavel, localizada no estado do Paraná, recebeu uma prova oficial de automobilismo foi em novembro de 1964. Disputada por um grupo de amigos e entusiastas do esporte a motor, a corrida teve como vencedor o piloto Olidir P. Santos. A prova empolgou tantos os responsáveis por sua organização, que ajudou como incentivo para a arrecadação de dinheiro para a construção de um autódromo.

Os amigos, então, se reuniram para criar uma sociedade anônima, que tinha como objetivo  o levantamento de fundos para a realização do sonho. Foi em 7 de setembro de 1970 que o Autódromo de Cascavel foi erguido em uma grande área da região da cidade, ainda com a sua pista de terra.

Zilmar Beux, presidente da entidade e um dos sócios mais esforçados para o projeto do autódromo, foi o grande responsável pelo asfaltamento do traçado. Com uma nova inauguração, em 22 de abril de 1973, o circuito passou a ser o terceiro no Brasil e o primeiro no interior a ser completamente pavimentado.

Desde a sua criação, o Autódromo de Cascavel recebeu algumas das principais competições do automobilismo brasileiro. A Stock Car, por exemplo, realiza etapas do seu campeonato neste circuito desde o ano de 1979. Além disso, o traçado também recebe corridas da Copa Truck, outro importante torneio.

O nome Autódromo Zilmar Beux de Cascavel foi em homenagem ao seu principal idealizador e construtor, ainda na década de 1970. Durante um tempo, o pouco investimento acabou o afastando das grandes competições. No entanto, nunca deixou de sediar eventos importantes e servir como base para a formação de pilotos que atuaram em várias categorias do automobilismo.

O circuito do Autódromo de Cascavel

Autódromo de Cascavel
Arquivo

Considerada um dos mais velozes do Brasil, o Autódromo de Cascavel possui médias de velocidade superiores a 173 km/h. Afinal, ele é um dos poucos a contar com dois tipos de pavimento: concreto e asfalto. Nos Estados Unidos é muito comum encontrar circuitos com essa combinação, uma vez que é uma variação de piso que pede um acerto mais apurado dos carros.

Veja abaixo as especificações do Autódromo de Cascavel

  • Tamanho: 3058 metros
  • Curvas: 7
  • Boxes: 36
  • Superfície: Asfalto e concreto
  • Capacidade: 75 mil
  • Inauguração: 1970

A competições no Autódromo de Cascavel

O Autódromo de Cascavel possui em seu histórico uma série de competições importantes. Dentre elas, a principal categoria do automobilismo brasileiro, a Stock Car.

Copa Truck, Metropolitano de Marcas, Campeonato Paranaense de Arrancada, Moto 1000 GP, Campeonato Brasileiro de Turismo, Mercedes Benz Challenge, Turismo 555, Campeonato Paranaense de Motovelocidade, Cascavel de Ouro, Sprint Race e Old Stock Car são outras competições que o circuito já recebeu.

Aproveite para se aprofundar ainda mais no esporte com nossos outros conteúdos:

Última atualização em: 10/05/2023