O heptatlo, uma das competições mais desafiadoras do atletismo feminino, é composto por sete eventos distribuídos ao longo de dois dias.

As provas do heptatlo nas Olimpíadas incluem: 100 metros com barreiras, salto em altura, arremesso de peso, 200 metros rasos, salto em distância, lançamento de dardo e 800 metros rasos.

Nesse contexto, as competidoras acumulam pontos em cada prova, exibindo velocidade, força, destreza e resistência. A atleta vencedora é aquela que alcança a pontuação mais elevada ao concluir as sete etapas, evidenciando a alta competitividade no cenário do heptatlo.

História do heptatlo nas Olimpíadas

Os Olímpicos de Los Angeles 1984 marcaram o início da história do heptatlo nas Olimpíadas.  Ela foi criada como uma versão feminina do decatlo, que é uma competição masculina composta por dez eventos.

Ao longo dos anos, o heptatlo foi dominado pelas atletas americanas, como Jackie Joyner-Kersee, que é considerada uma das maiores atletas do heptatlo de todos os tempos. Bi campeã olímpica, ela conquistou a medalha de ouro em 1988 e 1992, além de estabelecer recordes mundiais impressionantes.

A evolução do treinamento e da tecnologia esportiva desempenha um papel importante no panorama atual do heptatlo nas Olimpíadas. Atletas e treinadores buscando várias maneiras de otimizar o desempenho em cada evento, seja através de técnicas aprimoradas, equipamentos especializados ou análises detalhadas de dados.

Você ama outros esportes além do atletismo? Aqui na Esportelândia também falamos sobre:

Os maiores campeões

Heptatlo nas Olimpíadas: história e todos os pódios
Jessica Ennis em ação na Rio 2016 – Icon Sport

Assumindo o protagonismo no heptatlo, Estados Unidos e Grã-Bretanha lideram o ranking dos maiores vencedores da modalidade em Jogos Olímpicos. Com duas medalhas de ouro, as americanas iniciaram a trajetória no esporte com o pé direito nas primeiras edições.

Com o passar do tempo, a Grã-Bretanha se consolidou como uma potência no heptatlo olímpico, ao lado dos Estados Unidos. Além disso, a Bélgica, representada por Nafissatou Thiam, bicampeã olímpica, também ganhou destaque na modalidade, criando uma certa rivalidade com os maiores vencedores. 

Pódios do heptatlo nas Olimpíadas

Olimpíadas Ouro Prata Bronze
Los Angeles 1984 Glynis Nunn
(AUS)
Jackie Joyner
(USA)
Sabine Everts
(FRG)
Seul 1988 Jackie Joyner-Kersee (USA) Sabine Mobius-John
(GDR)
Anke Vater-Behmer
(GDR)
Barcelona 1992 Jackie Joyner-Kersee (USA) Irina Belova
(EUN)
Sabine Braun
(GER)
Atlanta 1996 Ghada Shouaa
(SYR)
Natallia Sazanovich
(BLR)
Denise Lewis
(GBR)
Sydney 2000 Denise Lewis
(GBR)
Yelena Prokhorova
(RUS)
Natallia Sazanovich
(BLR)
Atenas 2004 Carolina Klüft
(SWE)
Austra Skujytė
(LTU)
Kelly Sotherton
(GBR)
Pequim 2008 Natalya Dobrynska
(UKR)
Hyleas Fountain
(USA)
Kelly Sotherton
(GBR)
Londres 2012 Jessica Ennis
(GBR)
Lilli Schwarzkopf
(GER)
Austra Skujytė
(LTU)
Rio 2016 Nafissatou Thiam
(BEL)
Jessica Ennis-Hill
(GBR)
Brianne Theisen-Eaton (CAN)
Tóquio 2020  Nafissatou Thiam
(BEL)
Anouk Vette
(NED)
Emma Oosterwegel
(NED)

Quadro de medalhas geral do heptatlo nas Olimpíadas

País Ouro Prata Bronze Total
Estados Unidos 2 2 4
Grã-Bretanha 2 1 3 6
Bélgica 2 2
Austrália 1 1
Síria 1 1
Suécia 1 1
Ucrânia 1 1
Alemanha Ocidental 1 2 3
Alemanha 1 1 2
Bielorrússia 1 1 2
Lituânia 1 1 2
Países Baixos 1 1 2
Equipe Unificada 1 1
Rússia 1 1
Canadá 1 1

Brasileiras no heptatlo nas Olimpíadas

Heptatlo nas Olimpíadas: história e todos os pódios
Divulgação/Time Brasil

Uma das pioneiras do heptatlo brasileiro foi Conceição Geremias, que participou das Olimpíadas de Los Angeles 1984. Ela foi uma das primeiras brasileiras a competir em alto nível na modalidade, ajudando a popularizar a modalidade no país.

Embora as primeiras edições tenham servido para o aprendizado e a consolidação do heptatlo no Brasil, outras atletas também se destacaram na modalidade.

Representando o Brasil nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008, Lucimara Silvestre se firmou como uma das principais atletas do heptatlo brasileiro. Ao conquistar a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara em 2011, ela garantiu seu lugar na história da modalidade.

Vanessa Chefer é uma das atletas brasileiras de maior destaque na modalidade, tendo brilhado em competições sul-americanas e pan-americanas, onde ganhou algumas medalhas importantes, além de quebrar recordes nacionais. Participando das Olimpíadas Rio 1016 , a brasileira teve uma experiência única ao competir em casa.

Agora que sabe tudo sobre o heptatlo nas Olimpíadas, veja mais sobre os Jogos Olímpicos: