Embora o Brasil tenha um histórico espetacular em várias modalidades olímpicas, como vôlei e futebol, é notório que em esportes como o Taekwondo, o país ainda não desenvolveu uma tradição sólida, tornando incomum a disputa por medalhas nessa modalidade nos Jogos Olímpicos.

A ascensão do Taekwondo nas Olimpíadas teve início em Sydney 2000, logo em sua estreia no panorama olímpico. Desde então, dois atletas brasileiros se destacaram ao conquistar medalhas na modalidade.

História do Taekwondo nas Olimpíadas

O Taekwondo, uma arte marcial coreana que enfatiza a habilidade de chutar, surgiu nas Olimpíadas como esporte de exibição em Seul 1988, quando a Coreia do Sul sediou o evento. A introdução foi um marco significativo para a modalidade, pois proporcionou uma plataforma global para exibir sua beleza e técnica.

Em contrapartida, foi apenas em Sydney 2000 que o Taekwondo foi oficialmente incluído no programa olímpico. Desde então, tem sido um esporte regular em todas as edições das Olimpíadas. A inclusão da modalidade refletiu a crescente popularidade da arte marcial em todo o mundo e sua capacidade de atrair um público diversificado.

Ao longo dos anos, vários países se destacaram no Taekwondo olímpico, incluindo potências tradicionais como Coreia do Sul, China e Estados Unidos, além de outros países que estão investido cada vez mais no esporte. O Brasil, apesar de sua relativa novidade na modalidade, tem progredido e buscado consolidar sua presença, contando com atletas talentosos e determinados.

Taekwondo nas Olimpíadas: história e todos os pódios
Disputa do Taekwondo nos Jogos Olímpicos de Tóquio – Icon Sport

Categorias do Taekwondo

As competições de Taekwondo nos Jogos Olímpicos são organizadas em diferentes categorias de peso, o que garante uma disputa equilibrada entre os atletas.

  • Peso mosca: até 58 kg no masculino e 49 kg no feminino;
  • Peso leve: de 58 até 68 kg no masculino e de 49 kg a 57 kg no feminino;
  • Peso médio: 68 kg a 80 kg no masculino e de 57 kg a 67 kg no feminino;
  • Peso pesado: acima de 80 kg no masculino e acima de 67 kg no feminino.

Os maiores vencedores

A Coreia do Sul, como o berço do Taekwondo, lidera o ranking com um impressionante número de medalhas conquistadas ao longo dos Jogos Olímpicos. Os Estados Unidos também marcam presença no esporte, com atletas norte-americanos alcançando sucesso em diferentes categorias de peso.

Quem também se consolidou como uma potência do Taekwondo nas Olimpíadas foi a China. Outros países como México e Grã-Bretanha também merecem destaque com os maiores vencedores da modalidade.

Taekwondo nas Olimpíadas: história e todos os pódios
Pódio do Taekwondo feminino em Tóquio 2020 – Icon Sport

Pódios do masculino por categoria de peso

Até 58kg

Olimpíadas Ouro Prata Bronze
Sydney 2000 Michail Mouroutsos (GRE) Gabriel Esparza
(ESP)
Huang Chih-hsiung
(TPE)
Atenas 2004 Chu Mu-yen
(TPE)
Óscar Salazar
(MEX)
Tamer Bayoumi
(EGY)
Pequim 2008 Guillermo Pérez
(MEX)
Gabriel Mercedes (DOM) Rohullah Nikpai (AFG)
Chu Mu-yen (TPE)
Londres 2012 Joel González
(ESP)
Lee Dae-hoon
(KOR)
Aleksey Denisenko (RUS)
Óscar Muñoz (COL)
Rio 2016 Zhao Shuai
(CHN)
Tawin Hanprab (THA) Luisito Pie
(DOM)
Kim Tae-hun (KOR)
Tóquio 2020 Vito Dell'Aquila
(ITA)
Mohamed Khalil Jendoubi
(TUN)
Jang Jun (KOR) Mikhail Artamonov (ROC)

Até 68 kg

Olimpíadas Ouro Prata Bronze
Sydney 2000 Steven Lopez
(EUA)
Sin Joon-sik
(COR)
Hadi Saei
(IRI)
Atenas 2004 Hadi Saei
(IRI)
Huang Chih-hsiung
(TPE)
Song Myeong-seob (KOR)
Pequim 2008 Son Tae-jin
(KOR)
Mark Lopez
(USA)
Servet Tazegül
(TUR)
Sung Yu-chi (TPE)
Londres 2012 Servet Tazegül
(TUR)
Mohammad Bagheri Motamed
(IRI)
Terrence Jennings (USA)
Rohullah Nikpai
(AFG)
Rio 2016 Ahmad Abughaush
(JOR)
Alexey Denisenko
(RUS)
Lee Dae-hoon
(KOR)
Joel González (ESP)
Tóquio 2020 Ulugbek Rashitov
(UZB)
Bradly Sinden
(GBR)
Zhao Shuai (CHN)
Hakan Reçber (TUR)

Até 80kg

Olimpíadas Ouro Prata Bronze
Sydney 2000 Ángel Matos
(CUB)
Faissal Ebnoutalib
(GER)
Víctor Estrada
(MEX)
Atenas 2004 Steven Lopez
(EUA)
Bahri Tanrıkulu
(TUR)
Yousef Karami
(IRI)
Pequim 2008 Hadi Saei
(IRI)
Mauro Sarmiento
(ITA)
Steven Lopez
(EUA)
Zhu Guo (CHN)
Londres 2012 Sebastián Crismanich
(ARG)
Nicolás García
(ESP)
Lutalo Muhammad
(GBR)
Mauro Sarmiento (ITA)
Rio 2016 Cheick Sallah Cissé
(CIV)
Lutalo Muhammad
(GBR)
Milad Beigi
(AZE)
Oussama Oueslati
(TUN)
Tóquio 2020 Maksim Khramtsov
(ROC)
Saleh Al-Sharabaty
(JOR)
Toni Kanaet
(CRO)
Seif Eissa (EGY)

Mais de 80kg

Olimpíadas Ouro Prata Bronze
Sydney 2000 Kim Kyong-hun
(KOR)
Daniel Trenton
(AUS)
Pascal Gentil
(FRA)
Atenas 2004 Moon Dae-sung
(KOR)
Alexandros Nikolaidis
(GRE)
Pascal Gentil
(FRA)
Pequim 2008 Cha Dong-min
(KOR)
Alexandros Nikolaidis
(GRE)
Chika Chukwumerije
(NGR)
Arman Chilmanov
(KAZ)
Londres 2012 Carlo Molfetta
(ITA)
Anthony Obame
(GAB)
Robelis Despaigne
(CUB)
Xiaobo China
(CHN)
Rio 2016 Radik Isayev
(AZE)
Abdoul Razak Issoufou
(NIG)
Maicon de Andrade (BRA)
Cha Dong-min
(KOR)
Tóquio 2020 Vladislav Larin
(ROC)
Dejan Georgievski
(MKD)
Rafael Alba
(CUB)
In Kyo-don
(KOR)

Pódios do feminino

Até 49kg

Olimpíadas Ouro Prata Bronze
Sydney 2000 Lauren Burns
(AUS)
Urbia Melendez
(CUB)
Chi Shu-ju
(TPE)
Atenas 2004 Chen Shih-hsin
(TPE)
Yanelis Labrada
(CUB)
Yaowapa Boorapolchai
(THA)
Pequim 2008 Wu Jingyu
(CHN)
Buttree Puedpong
(THA)
Daynellis Montejo
(CUB)
Dalia Contreras
(VEN)
Londres 2012 Wu Jingyu
(CHN)
Brigitte Yagüe
(ESP)
Chanatip Sonkham
(THA)
Lucija Zaninović
(CRO)
Rio 2016 Kim So-hui
(KOR)
Tijana Bogdanović
(SRB)
Patimat Abakarova
(AZE)
Panipak Wongpattanakit
(THA)
Tóquio 2020 Panipak Wongpattanakit
(THA)
Adriana Cerezo
(ESP)
Avishag Semberg
(ISR)
Tijana Bogdanović
(SRB)

Até 57kg

Olimpíadas Ouro Prata Bronze
Sydney 2000 Jung Jae-eun
(KOR)
Trần Hiếu Ngân
(VIE)
Hamide Bıkçın Tosun (TUR)
Atenas 2004 Jang Ji-won
(KOR)
Nia Abdallah
(USA)
Iridia Salazar
(MEX)
Pequim 2008 Lim Su-jeong
(KOR)
Azize Tanrıkulu
(TUR)
Diana Lopez
(USA)
Martina Zubčić
(CRO)
Londres 2012 Jade Jones
(GBR)
Hou Yuzhuo
(CHN)
Marlène Harnois
(FRA)
Tseng Li-cheng (TPE)
Rio 2016 Jade Jones
(GBR)
Eva Calvo
(ESP)
Hedaya Malak
(EGY)
Kimia Alizadeh (IRI)
Tóquio 2020 Anastasija Zolotic
(USA)
Tatiana Minina
(ROC)
Lo Chia-ling (TPE)
Hatice Kübra İlgün
(TUR)

Até 67 kg

Olimpíadas Ouro Prata Bronze
Sydney 2000 Lee Sun-hee
(KOR)
Trude Gundersen
(NOR)
Yoriko Okamoto
(JPN)
Atenas 2004 Luo Wei
(CHN)
Elisavet Mystakidou
(GRE)
Hwang Kyung-seon
(KOR)
Pequim 2008 Hwang Kyung-seon
(KOR)
Karine Sergerie
(CAN)
Gwladys Épangue
(FRA)
Sandra Šarić (CRO)
Londres 2012 Hwang Kyung-seon
(KOR)
Nur Tatar
(TUR)
Paige McPherson
(USA)
Helena Fromm (GER)
Rio 2016 Oh Hye-ri
(KOR)
Haby Niaré
(FRA)
Ruth Gbagbi (CIV)
Nur Tatar (TUR)
Tóquio 2020 Matea Jelić
(CRO)
Lauren Williams
(GBR)
Ruth Gbagbi (CIV)
Hedaya Malak (EGY)

Mais de 67kg

Olimpíadas Ouro Prata Bronze
Sydney 2000 Chen Zhong
(CHN)
Natalia Ivanova
(RUS)
Dominique Bosshart
(CAN)
Atenas 2004 Chen Zhong
(CHN)
Myriam Baverel
(FRA)
Adriana Carmona
(VEN)
Pequim 2008 María Espinoza
(MEX)
Nina Solheim
(NOR)
Sarah Stevenson
(GBR)
Natália Falavigna (BRA)
Londres 2012 Milica Mandić
(SRB)
Anne-Caroline Graffe
(FRA)
María Espinoza
(MEX)
Anastasia Baryshnikova (RUS)
Rio 2016 Zheng Shuyin
(CHN)
María Espinoza
(MEX)
Jackie Galloway
(USA)
Bianca Walkden (GBR)
Tóquio 2020 Milica Mandić
(SRB)
Lee Da-bin
(KOR)
Althéa Laurin
(FRA)
Bianca Walkden (GRB)

Quadro de medalhas geral do Taekwondo nas Olimpíadas

Confira abaixo o quadro completo de medalhas do Taekwondo nas Olimpíadas, reunindo masculino e feminino. É importante destacar que o critério de desempate são: medalhas de ouro, prata e bronze.

País Ouro Prata Bronze Total
Coreia do Sul 12 3 7 22
China 7 1 3 11
Estados Unidos 3 2 5 10
Grã-Bretanha 2 3 4 9
México 2 2 3 7
Taipé Chinês 2 1 6 9
Irã 2 1 3 6
Itália 2 1 1 4
Comitê Olímpico Russo 2 1 1 4
Sérvia 2 1 1 4
Espanha 1 5 1 7
Turquia 1 3 5 9
Cuba 1 2 3 6
Tailândia 1 2 3 6
Austrália 1 1 2
Jordânia 1 1 2
Croácia 1 4 5
Azerbaijão 1 2 3
Costa do Marfim 1 2 3
Argentina 1 1
Uzbequistão 1 1
França 3 5 8
Rússia 2 2 4
Noruega 2 2
Alemanha 1 1 2
Canadá 1 1 2
República Dominicana 1 1 2
Tunísia 1 1 2
Gabão 1 1
Macedônia do Norte 1 1
Níger 1 1
Vietnã 1 1
Egito 4 4
Afeganistão 2 2
Brasil 2 2
Venezuela 2 2
Cazaquistão 1 1
Colômbia 1 1
Israel 1 1
Japão 1 1
Nigéria 1 1

O Brasil no Taekwondo nas Olimpíadas

Taekwondo nas Olimpíadas: história e todos os pódios
Maicon Andrade com a medalha de bronze na Rio 2016 – Divulgação/ Agência Reuters)

Inicialmente, o Brasil teve alguns resultados modestos, mas ao longo dos anos, começou a se destacar no Taekwondo nas Olimpíadas. Atletas como Natália Falavigna, Diogo Silva, Maicon Andrade e Milena Titoneli se tornaram nomes importantes na cena internacional do esporte.

Natália Falavigna foi uma das pioneiras e é uma das atletas mais importantes do país no Taekwondo. Ela conquistou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008, na categoria acima de 67 kg, se tornando a primeira brasileira a conquistar uma medalha olímpica na modalidade.

Diogo Silva também é uma figura proeminente, tendo representado o Brasil em várias edições dos Jogos Olímpicos. Ele competiu em três Olimpíadas consecutivas (2004, 2008 e 2012),  sendo medalhista de bronze nos Jogos Pan-Americanos.

Maicon Andrade fez história nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, ao conquistar a medalha de bronze na categoria acima de 80 kg. Foi a primeira medalha masculina do Brasil no Taekwondo olímpico, o que gerou muito orgulho e reconhecimento para o esporte no país.

Pra finalizar,  Milena Titoneli tem se destacado como uma das principais atletas brasileiras na modalidade. Ela conquistou medalhas em diversos torneios internacionais e é considerada uma promessa para o futuro do Taekwondo brasileiro.

Que tal se aprofundar nas Olimpíadas? Confira aqui no Esportelândia: